Vendas de etanol cresceram 3% no Brasil em maio, informa a Unica



As vendas de etanol hidratado aumentaram 3% em maio na comparação com abril, totalizando 1,87 bilhão de litros. A informação foi divulgada pela União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica), que representa as usinas do Centro-sul do Brasil, com base em dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). No período, o consumo de gasolina C (com mistura de etanol anidro), caiu 2%, somando 3,14 bilhões de litros.

“A forte demanda pelo etanol hidratado deriva do seu preço mais competitivo quando comparado ao do seu concorrente”, informa a Unica. O biocombustível é considerado mais vantajoso que o derivado de petróleo quando a relação entre os preços dos dois na bomba é menor do que 70%.

De acordo com a entidade que representa as usinas, essa relação se mostrou bastante vantajosa para o etanol, especialmente em São Paulo, Goiás e Mato Grosso. Nos três estados, a participação de mercado superou os 50% em maio. No Paraná e em Minas Gerais, o combustível renovável também esteve mais competitivo em relação à gasolina, favorecendo seu consumo.

No geral, a participação do etanol no mercado brasileiro em maio foi de 29,4%. No Centro-sul, foi de 35,5% enquanto no Norte e Nordeste do Brasil, ficou em 10%. A demanda total de combustíveis leves no Brasil (soma das vendas de gasolina e etanol hidratado) ficou em 4,45 bilhões de litros.

No acumulado de janeiro a maio deste ano, houve um crescimento de 3% do consumo nacional de combustíveis leves, informa a Unica. O volume de etanol hidratado aumentou 37%, de 6,6 bilhões de litros nos primeiros cinco meses de 2018 para 9,03 bilhões no mesmo intervalo neste ano. As vendas de gasolina caíram mais de 6%, de acordo com o informe da entidade.

Fonte: Revista GloboRural